Notícias

Frente Nacional da Virada Feminista Online pela Legalização do Aborto

Mais de 90 coletivos lançaram em agosto o #AlertaFeminista chamando a atenção da sociedade civil para os ataques de setores ultraconservadores ao direito à cidadania plena das mulheres. Eles estão avançando com Projetos de Leis (PLs) e Propostas de Emendas Constitucionais (PECs) que visam impedir a interrupção da gravidez inclusive nos casos já permitidos por lei no Brasil.
O lançamento do Alerta foi uma das iniciativas das organizações e coletivos que integram a Frente Nacional pela Descriminalização e Legalização do Aborto no Brasil. Além dele, o movimento e várias outras mulheres estão organizando também uma programação de 24 horas online para ampliar o debate sobre o tema. A Virada Feminista Online #PrecisamosFalarSobreAborto 24 h aconteceu pela primeira vez ano passado e engajou cerca de 3,9 mil pessoas em torno de diversas falas públicas que foram feitas através de vídeos ao vivo no Facebook.
A Virada é uma forma de dar visibilidade ao argumento feminista em defesa da legalização do aborto, visto que recaem sobre o aborto muitas visões fundamentalistas e punitivistas que ignoram as consequências da criminalização da interrupção da gravidez na vida das mulheres, principalmente das mulheres negras. A ilegalidade mata.
Por isso a segunda edição da Virada Feminista Online pretende combater os mitos sobre o aborto e, ao mesmo tempo, promover um debate responsável sobre como enfrentar a realidade a partir de uma perspectiva feminista de redução de danos e cuidado para com as mulheres que nunca deixaram e não vão deixar de abortar por conta da criminalização da prática.
A programação oficial acontecerá a partir dos primeiros minutos do dia 27. Na madrugada, começarão as 24 horas ininterruptas de falas de ativistas, especialistas, organizações, coletivos e pessoas públicas. SOS Corpo, Grupo Curumim, Think Olga, Ativismo de Sofá, Blogueiras Feministas, Católicas pelo Direito de Decidir, Rede Feminista de Juristas, Catarinas, ANIS – instituto de bioética, Instituto Patrícia Galvão, Lady’s Comics, Silvia Badim, Camila Giugliani, Sônia Coelho, Melânia Amorim, Clair Castilhos, Carol Rossetti e outras já são nomes confirmados para o dia 27.
Este ano a segunda edição será realizada em dois momentos. Além da Virada, teremos um aquecimento com o intuito de incentivar a mobilização em torno do tema para que mulheres de todas as regiões se organizem e promovam ações de rua no dia 28 de setembro, dia de luta pela descriminalização do aborto na América Latina e Caribe.
O esquenta acontecerá no facebook nas noites dos dias 11 a 13 de setembro com a participação de Djamila Ribeiro com Joice Berth, Lúcia Xavier, mulheres do Intervozes, Karina Buhr, Elisa Lucinda e Maria Betânia Ávila.
Toda essa programação tem como objetivo fomentar não apenas o debate sobre a descriminalização e legalização do aborto, mas dar visibilidade para os ataques sórdidos que estão sendo feitos pela bancada fundamentalista aos direitos das mulheres e, com isso, incentivar maior articulação das forças feministas que, desde #ForaCunha e da #PrimaveraFeminista, têm demonstrado enorme força política. A Virada Online, acontecerá, portanto, um dia antes do Dia Latino Americano e Caribenho pela Legalização do Aborto para que o movimento ocupe as ruas no 28 de setembro.
Link para o Esquenta: https://www.facebook.com/events/709795259204505
#UnGritoGlobal por el #AbortoLegal!